quarta-feira, 10 de novembro de 2010

"Visão Monocular e Direção veicular".


Os condutores de veículos automotores que possuem visão monocular, ou seja, que só enxergam de um olho, só podem conduzir veículos das categorias “A” e “B”. Portanto, não poderão dirigir caminhões, ônibus e carretas. Também são considerados inaptos a direção desses veículos, os condutores que possuem baixa de visão em um dos olhos, de modo que não atinja os limites mínimos exigidos pelas normas do CONTRAN.

A visão monocular afeta a visão e o indivíduo de diversas maneiras. Há duas conclusões principais que são dirigidas uniformemente e predominantemente pela literatura publicada e pelas autoridades. Os dois déficits preliminares são: perda da visão binocular estereóptica (visão de profundidade / noção de distância) e redução do campo de visão periférico (visão lateral). A maioria dos sintomas da visão monocular é um resultado dessas duas deficiências.

A literatura mostra que a visão monocular revela uma diminuição de aproximadamente 25% no tamanho do campo de visão. As pessoas monoculares têm uma diminuição em sua orientação (de espaço) que resulta de uma falta das sugestões cinestésicas que se extraem da convergência ("visão binocular que aponta") e da acomodação (focalizar).

Esses problemas se manifestarão como dificuldades, gerando a colisão em objetos e/ou pessoas, dificuldade para subir e descer escadas e meio-fios, cruzar ruas, dirigir, praticar os vários esportes e as atividades da vida diária que requerem a estereopsia e a visão periférica.

A respeito de dirigir com segurança, há estudos americanos mostrando que por todo o país, os indivíduos com visão monocular têm sete vezes mais acidentes do que a população geral com que foram comparados."

Por essas limitações, os indivíduos com visão monocular só podem conduzir os veículos das categorias “A” e “B”, inclusive com recomendações de espelhos retrovisores maiores, dispositivos auxiliares de entrada nas garagens como espelhos nas laterais dos portões e no caso de motociclietas, capacetes com maior abertura lateral, limitando menos o campo de visão.

E pra quem tem visão monocular, segue uma sugestão: proteja o seu único olho bom.

Mesmo que não haja necessidade de uso de “óculos com grau”, é recomendável o uso de óculos de proteção, de preferência com lentes feitas de policarbonato, que é um padrão da indústria para a segurança e proteção do olho. Isso irá evitar que mesmo pequenos traumas causem lesão no seu “olho bom” e que assim, você fique completamente cego.

A proteção especial de segurança para esportes é recomendada se o indivíduo praticar esportes.

Vidros especiais para dirigir a noite com revestimento anti-reflexivo para realçar a acuidade, diminuição da reflexão e diminuição da tensão potencial do olho e do brilho são recomendados. A proteção de segurança para o lugar de trabalho pode ser requerida mesmo que o indivíduo não esteja em ambientes potencialmente perigosos.

Os DAE (dispositivo automático de entrada) óticos tais como espelhos com campos largos e espelhos em ambos os lados do veículo são recomendados para o motorista monocular. Treinar o incentivo de movimentos da cabeça e do olho para a exploração aumentada e a consciência periférica da visão é recomendado. Submeter-se a uma avaliação da habilidade e da segurança dos motoristas por um especialista é recomendado. Se houver um problema, tais especialistas estão treinados para fornecer o treinamento ao indivíduo para assegurar uma direção segura..

Dependendo do indivíduo e da avaliação pelo especialista em direção, determinadas limitações por uma quantidade de tempo especificada, ou permanente podem ser indicadas. Tais limitações podem incluir: equipamento adaptável especial (por exemplo espelhos retrovisores maiores, etc), dirigir somente na luz do dia, limitações da velocidade, dentro de determinadas distâncias, limitação do tempo, e/ou de não dirigir em estradas. A pessoa pode ser requerida a ter sua licença de motorista renovada em intervalos menores ou ser até mesmo impedida de dirigir.

Em vista do disposto neste texto, espero que os inúmeros candidatos a condução de veículos nas categoras "C", "D" e "E", que são reprovados nos exames médicos nas clínicas, por possuírem visão monocular, compreendam que nós médicos, estamos não só seguindo uma determinação da lei, mas também visando o máximo de segurança nas vias para pedestres e condutores, tentando desate forma evitar que novos acidentes aconteçam.

Rodrigo Cavalcanti Gonçalves - Medicina de Tráfego.

11 comentários:

  1. Rodrigo, tenho uma duvida. Eu tenho visao monocular, por um problema que acredito que seja de nascenca (formacao de um calo no fundo do olho, que me mantem a visao lateral), e portanto nunca enxerguei perfeitamente com os dois olhos.
    Posto isto te pergunto , baseado na minha experiencia de nunca ter tido nenhum problema decorrente da visao monocular descrito em seu artigo:Nao 'e diferente a visao monocular adquirida com o decorrer da vida, com a adquirida desde o nascimento?
    Abs
    Ricardo Natacci
    ricardonatacci@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Boa noite. Eu tenho visão monocular desde a adolescência, quando sofri um acidente, e me deixou com o olho direito com sequelas permanentes. Ja tive em minha cnh a descriminação de ter visão monocular e ter vedada a atividade profissional como motorista. tenho ha 20 anos minha cnh, e dirijo uns 250km por semana. Nunca tive nesse tempo qualquer problema com relação a minha visão monocular, inclusive tive e tenho automoveis e pick-us enormes dos anos 60, 70 com espelho externo somente do lado esquerdo e um Fusca dos anos 50 que nem espelho externo possuia (original), estes veiculos eu os uso diariamente, e nunca tive problema algum com isso. Ate acredito que pela baixa visão em um dos olhos, me deixou muito mais atento ao dirigir, pois na falta de visão minha percepção de cuidar tudo ao dirigir aumentou. Portanto não veria problema algum em ter possibilidade de dirigir veiculos de outras categorias que não sejam somente da A e B. Mas a lei sempre me fez recuar em tentar brigar pelo direito de ter uma CNH profissional. Mas espero que a lei tambem isente IPVA para carros novos para quem tem visão monocular, pois carros automaticos ajudam a manter a percepção no trânsito. Obrigado e sds.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc, que a adaptação com o tempo, permite uma direção segura, até porque, mesmo sem perceber, vc usa mais os movimentos do pescoço e do olho bom para verificar todo o campo de visão. Mas a lei considera, que os veículos "grande e volumosos", podem levar a colisões laterais. Na minha opnião, seria questão do condutor ser aprovado em prova de direção, como outras adaptações de pessoas com necessidades especiais.
    Um abraço e obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU tambem penso desta forma, porque se a pessoa foi aprovada nos testes da autoescola ela então está apta a dirigir !, eu mesmo nasci com visão em apenas um olho, quando criança eu batia a cabeça em algumas coisas mas ja me adaptei e isso não ocorre mais, e não tenho problemas com profundidade/distancia das coisas.

      Excluir
  4. Que bom que o monocular pelo menos pode ter cnh, eu achava que não,pois não tenho carteira e estava triste por achar que eu não poderia ter.

    ResponderExcluir
  5. Tenho visão monocular e solicitei minha renovação da CNH categoria AC. Também tenho uma pequena deficiência no braço direito, que não influencia em nada na direção. A médica me conduziu a perícia médica do Detran. Quais exames serão realizados por eles? Eles devem rebaixar minha categoria para AB?

    ResponderExcluir
  6. Com uma boa avaliação do condutor, e este sendo indentificado como tendo visão monocular, o correto é que a CNH seja rebaixada para categoria B. No seu caso, AB.

    ResponderExcluir
  7. eu também tenho visão monocular desde nascença praticamente mas porem não tenho dificuldades em direção de veículos de categoria D acho que deveria ter curso pra determinar se a pessoa pode ser apta ou não para dirigir caminhão e este curso determinar se a pessoa pode ou não tirar cnh c d ou e

    ResponderExcluir
  8. ola Dr...eu tambem tenho um problema no olho esquerdo nao consigo ler palavras pequenas cm ele ,porem o meu direito leio perfeitamente...dirijo caminhao ha 20 anos sempre renovei minha habilitação e nao tive problemas hj fui renovar e o medico disse que eu nao poderia dirigir mas na categoria D pq? so pq nao consigo ler umas letras pequenas cm o olho esquerdo?eu ralei pra tirar minha categoria D e agora vão rebaixar?e o custo que tive

    ResponderExcluir
  9. Oi, Dr.! Eu tenho problema no olho esquerdo, sendo classificada como visão monocular. Inclusive esta definição consta na minha CNH, porém sem determinar qualquer tipo de adaptação veicular. Seria o caso de solicitar ao Detran quais adaptações preciso ter (como as citadas em seu texto, por exemplo)? Se sim, eu teria direito às isenções de IPI e IPVA???

    ResponderExcluir
  10. Oi, Emanuelle. Não precisa adaptação, já que os carros hoje, possuem retrovisores dos dois lados,o que era uma adaptação. Apenas o condutor com visão monocular, fica restrito às categorias A e B.

    ResponderExcluir

Após moderação, se o comentário não for desrespeitoso, preconceituoso, relacionado a sites ou comentários desonestos, será postado.